top of page

Sindimed, ABP e CFM promovem palestra sobre a prevenção ao suicídio

Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria – ABP, em parceria com o Conselho Federal de Medicina – CFM, organiza nacionalmente o Setembro Amarelo®. O dia 10 deste mês é, oficialmente, o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, mas a campanha acontece durante todo o ano.

Na terça-feira, 28/09, o Sindimed-BA, em parceria com o CFM e a ABP, irá realizar uma palestra sobre a campanha Setembro Amarelo. O evento contará com a participação dos médicos Dra. Sandra Peu, Vice-presidente da Associação em Defesa das Pessoas com Transtornos Mentais, Amigos e Familiares – AFATOM e Dr. Lucas Alves, presidente da Associação Psiquiátrica da Bahia (APB). O evento ocorrerá as 20 horas no auditório do Sindimed, R. Macapá, 241, Ondina. A transmissão ao vivo será feita através dos canais do sindicato no Instagram e no Youtube.O que é o Setembro Amarelo

Esse ano a camapanha tem como tema a frase “é preciso agir”. Isso é um chamado a toda a sociedade para que entenda melhor o problema e se informe adequadamente como lidar com ele.

Hoje são registrados mais de 13 mil suicídios todos os anos no nosso país e mais de 01 milhão no mundo. Trata-se de uma triste realidade, que registra cada vez mais casos, principalmente entre os jovens. Cerca de 96,8% dos casos de suicídio estavam relacionados a transtornos mentais. Em primeiro lugar está a depressão, seguida do transtorno bipolar e abuso de substâncias.Erros e mitos sobre o suicídio O suicida, muitas vezes, como apontado acima, sofre de algum transtorno mental. Portanto evitar o suicídio, em muitos casos, passa pelo tratamento e acompanhamento adequado destas condições.

Um dos maiores mitos sobre o suicídio é que não se deve falar sobre o assunto, pois poderia estimular a pessoa a concretizar o ato. Esse é um erro comum, propagado até mesmo pela imprensa. É importante saber que falar sobre o suicídio pode ajudar o paciente a procurar a ajuda adequada para o tratamento da sua condição. Na página oficial da campanha, mantida pelo CFM, é possível acessar material sobre a campanha e baixar a Cartilha Suicídio, Informando para Prevenir. Nesta cartilha há material importante tanto para familiares de pessoas que passam por esse problema, para a comunidade médica e jornalistas.

0 visualização0 comentário
bottom of page